Blockchain

Blockchain Developer

Me Me

Quando usar o blockchain?

Do ponto de vista técnico, poderíamos aplicar blockchain a muitos cenários. No entanto, nem todas as situações exigem blockchain, mas existem alguns cenários em que ele cria valor significativo em comparação com tecnologias alternativas. Normalmente, são processos de negócios compartilhados, com a organização em diferentes setores, como serviços financeiros, manufatura ou varejo.

A recomendação para reconhecer cenários de blockchain é certificar-se de usar seus recursos principais. Você deve responder positivamente a quatro questões-chave (veja abaixo), e deve haver um caso de negócios real com resultados mensuráveis. Se não for esse o caso, considere usar outras tecnologias mais maduras.

Recursos do blockchain:

O blockchain é uma das principais tecnologias emergentes que revolucionam os modelos de negócios atuais. Fundamentalmente, o blockchain permite que os participantes troquem valores sem a necessidade de intermediários.

Mas o que é blockchain exatamente?

E quais recursos o tornam tão atraente para as empresas? O blockchain é uma tendência de tecnologia disruptiva que permite um registro compartilhado, autêntico e descentralizado:

  • SEGURO: O blockchain usa criptografia forte para criar transações impermeáveis à fraude e estabelece uma verdade compartilhada. Além disso, todas as transações são assinadas com o certificado digital.
  • COMPARTILHADO: Os benefícios reais do blockchain, em relação à tecnologia convencional, são alcançados quando o usamos para vincular organizações com o fim de compartilhar informações em um livro contábil distribuído.
  • DISTRIBUÍDO: Um blockchain pode ser distribuído em várias organizações e torna-se mais seguro à medida que as réplicas são adicionadas.
  • LIVRO REGISTRO: Todas as transações são escritas no Livro Registro uma vez e não podem ser alteradas depois.

Perguntas a responder antes de desenvolver uma solução de blockchain:

Responder às seguintes quatro perguntas pode determinar se o blockchain é apropriado para o cenário de negócios identificado.

  • As múltiplas partes compartilham dados?
  • As múltiplas partes atualizam os dados?
  • Existe um requisito para a verificação?
  • Os intermediários podem ser eliminados para reduzir custos e complexidade?

Setores que usam blockchain:

O impacto potencial do blockchain é significativo em todos os setores e indústrias – dos bancos a governos e cuidados de saúde e muitos mais:

  • Elimina os intermediários aumentando a eficiência e a velocidade.
  • Simplifica as operações reduzindo os custos e o tempo relacionados às reconciliações e disputas.
  • Potencialmente permite que novos modelos de negócios aumentem as receitas e as economias.

De acordo com os principais analistas de mercado e empresas de consultoria líderes, os cinco principais setores em que o blockchain provavelmente irromperá em 2020 são serviços financeiros, governo, imóveis, gerenciamento de cadeia de suprimentos e distribuição de mídia.

Analisando nossos dados históricos, vemos que cerca de 80% dos clientes que usam o blockchain no Microsoft Azure também são instituições de serviços financeiros, incluindo companhias de seguros.

No entanto, como você pode ver na figura a seguir, a tendência está mudando se considerarmos apenas o engajamento e o pipeline existentes.

Hyperleger Framework:

Hyperleger Fabric é uma das diversas DLTs existentes e também uma das engines de Smart Contracts, privadas e permissionadas, com maior nível de maturidade atualmente. Isso se deve muito ao fato de o Hyperledger ser mantido pela Linux Foundation, tendo o Fabric como um dos principais projetos, o que contribui para um maior engajamento da comunidade de desenvolvedores.

O Hyperleger Fabric vem com um sistema de permissão completo. Você pode escolher quem poderá acessar seu blockchain e em que nível eles terão acesso. Então, basicamente atores diferentes veem coisas diferentes. Isso não é possível no Ethereum. E novamente deixaremos claro: São aspectos diferentes, não existe um melhor que o outro.

Consenso da transação:

Ethereum / Bitcoin chega a um consenso em um estado de contabilidade, (O livro inteiro precisa ser validado antes que as transações sejam aprovadas), o Hyperledger chega a um consenso no nível transacional. Isso significa que para uma transação ser considerada válida, o bloco inteiro não precisa ser validado, mas apenas a transação. O que facilita muito em projetos como o da Ecotrace onde envolvem IoT, Inteligência Artificial e Compliance de dados para o agronegócio.

Linguagens de programação:

Você encontrará pessoas com profundo conhecimento de NodeJs, Java ou Go. Você tem que procurar muito para encontrar alguém com profundo conhecimento de Solidity (Linguagem de programação da Ethereum). Por enquanto, o Hyperledger Fabric suporta códigos NodeJs, Java ou Go.

Sem necessidade de criptomoeda:

Pode ser executado sem implementar uma criptomoeda. Ethereum é baseado em torno desta moeda e, portanto, você não pode contorná-lo. Quando falamos de sistemas baseados em confiança de dados e documentações de compliance, eu não preciso de criptomoeda, e sim de regras de negócio mais sofisticadas nas transações para que não haja fraude.

Considerações:

Hyperledger não é uma empresa, uma startup ou uma criptomoeda, é um esforço colaborativo de código aberto criado para promover as tecnologias de blockchain de vários setores. É uma colaboração global, hospedada pela The Linux Foundation, incluindo líderes em finanças, serviços bancários, Internet das Coisas, cadeias de suprimento, manufatura e tecnologia”, diz o site oficial do projeto.

Criada em dezembro de 2015, atualmente, os membros da iniciativa contam com grandes consórcios de criptomoedas, como a ConsenSys e o R3, e com outras empresas de tecnologia, como Cisco, Fujitsu, Hitachi, IBM, Intel, com empresas financeiras, como ABN AMRO, ANZ Bank, BNY, Mellon, CLS Group, CME Group, Deutsche Börse Group, J.P. Morgan, State Street, SWIFT, Wells Fargo, e outras, como Accenture, Calastone, Credits, Guardtime, IntellectEU, Symbiont.

Todas as “plataformas” do Hyperledger buscam operar em torno de quatro requisitos: transações privadas, identidade e auditabilidade, interoperabilide e portabilidade. Para isso, atualmente, o Hyperledger incuba e promove uma variedade de tecnologias blockchain de negócios, framework, bibliotecas, interfaces e aplicativos:

  • Hyperledger Sawtooth:  conjunto modular de blockchain desenvolvido pela Intel, que usa um novo algoritmo de consenso chamado Proof of Elapsed Time (PoeT).
  • Hyperledger Iroha: Iroha é um projeto de algumas empresas japonesas para criar uma aplicação que seja fácil de ser incorporada à uma estrutura blockchain.
  • Hyperledger Fabric: este projeto é liderado pela IBM. O Fabric é um plug e executa a implementação da tecnologia blockchain projetada como uma base para desenvolver aplicativos blockchain de alto dimensionamento com um grau flexível de permissões.
  • Hyperledger Burrow : desenvolve uma máquina de contrato inteligente admissível ao longo da especificação da Ethereum.
  • Hyperledger Indy: um livro distribuído, construído especificamente para a identidade descentralizada. Ele fornece ferramentas, bibliotecas e componentes reutilizáveis ​​para criar e usar identidades digitais independentes baseadas em blockchains ou outras ledgers distribuídas para interoperabilidade.

Além desses projetos de framework, o Hyperledger possui diversas ferramentas com o objetivo de facilitar e tornar mais efetivo o acesso e o desenvolvimento de blockchains:

  • Caliper: uma ferramenta de benchmark de blockchain, que permite aos usuários medir o desempenho de uma implementação específica de blockchain com um conjunto de casos de uso predefinidos.
  • Cello: tem como objetivo levar o modelo de implantação “blockchain as a service” sob demanda para o ecossistema blockchain para reduzir o esforço necessário para criar, gerenciar e finalizar blockchains.
  • Composer: uma ferramenta de colaboração para a criação de redes comerciais de blockchain, acelerando o desenvolvimento de contratos inteligentes e sua implementação em um ledger distribuído.
  • Explorer: uma ferramenta para visualizar, implantar ou consultar blocos, transações e dados associados, informações de rede, códigos de cadeia e famílias de transações, bem como qualquer outra informação relevante armazenada no livro de registros.
  • Quilt: que oferece interoperabilidade entre sistemas contábeis através da implementação do ILP, que é basicamente um protocolo de pagamentos e é projetado para transferir valor entre livros contábeis distribuídos e não distribuídos.

Vídeo:

O canal no Youtube da Blockgeeks publicou um vídeo que demonstra e explica de forma direta sobre como funciona de forma direta o Hyperledger: